26 junho 2009

Michael Jackson

E morreu o Michael Jackson. O mais esquisito personagem do mundo pop. Um Elvis de sua época - tanto pela mudança de ícone da música jovem para uma caricatura degradada de si mesmo quanto pela forma como morreram. Aliás, uma das muitas esquisitices de "Wacko Jacko" foi casar-se com a filha de Elvis. Em novembro de 2003, Jackson foi preso por um curto período, acusado de molestar sexualmente várias crianças. A charge abaixo é sobre a liberação do cantor e foi publicada n'O Pasquim 21 e no Jornal do Comércio.


Nunca fui fã do cantor, mas tenho boas lembranças dele por causa dos Jackson Five. Principalmente o desenho animado, que era muito legal! Michael era o personagem preferido. O garotinho esperto que conversava com os ratinhos e com a cobra. O caçula, com o qual os espectadores se identificavam.

5 comentários:

Jens disse...

Oi Kayser.
Gosto do trabalho do Michael, principalmente da fase em que ele era negro.

Um abraço.

Kayser disse...

É verdade, Jens. Dessa fase, mais do início da carreira, tem muitas músicas boas: Beat It, Billie Jean, Human Nature, Don't Stop 'Til You Get Enough...

Renã Vargas disse...

OI Tiu.
Achei teu blog por essas andanças...
Adorei!
Tinha que ter o gadget de seguidores!

Pois é... E o melhor q é só o cara ter morrido que virou um "santo homem".
Hehe

Kayser disse...

Feito, Renã! Taí o "gadget"!
Abração

Renã Vargas disse...

Olha só...Mal começou a utilizar o Seguidores que logo já vieram vários..hehe

Abração