11 julho 2008

Falando com as paredes

Pois agora o nosso franciscano e ético senador resolveu buscar novos interlocutores. Está com vontade de falar com as paredes do Senado e com retratos de defuntos de duvidosa trajetória política. Talvez o senador esteja pensando em se desculpar com os defuntos por ter apadrinhado Yeda, Fogaça, Rigotto e Britto. Sem falar no seu próprio governo, tão ruim quanto incompleto. Ou, mais provável, talvez esteja pensando em fazer um inflamado e abstrato discurso sobre ética para as indefesas paredes ouvirem. Pobres paredes.

3 comentários:

Erick da Silva disse...

Sensacional!!
Muito boa essa.
Um abração pra ti e pro pessoal

heliopaz disse...

http://heliopaz.wordpress.com/2008/07/13/sabado-dia-20-10h-no-brique/

Jens disse...

Grande Kayser, voltei às atividades. Quanto ao senador: está completamente gagá.
Um abraço.