08 abril 2008

A comoção do momento

A atual comoção não é das mais legais... Como não tem nenhum menor envolvido, não dá para a classe média clamar pela redução da maioridade penal. Ainda por cima, os pais não são pobres, o que impede os brados a favor da esterilização em massa de favelados. O jeito é se contentar com uma indignação padrão e um pedido básico por pena de morte, pronunciado como um tímido resmungo de “tinham que matar um desgraçado desses”...


3 comentários:

Rodrigo Cardia disse...

Esse caso da Isabella é o típico "fato-ônibus" descrito por Bourdieu em "Sobre a televisão": é o acontecimento que "interessa a todos". Tanto que meu irmão viu a capa da IstoÉ e estranhou a tal de Isabella (já que ele quase não vê televisão) e minha mãe na hora respondeu: "mas como tu não sabe?".
Tô na correria, quero ver se sexta-feira - quando tiver mais tempo e também puder ter relido o livro do Bourdieu - eu escrevo a respeito.
Ah, a charge, de novo, tá ótima!

Abraços

Fraga disse...

Mesmo com o mosqueiro em movimento, tu acerta na mosca, Kaysão.

Jens disse...

Cara, tu é f... Muito bom.